Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

Empreendimentos de alto impacto: saída para a crise

04/10/2017 em ARTIGOS
Artigo por Cezar Vasquez*
O Estado do Rio de Janeiro, com 92 municípios, apresenta grandes contrastes de infraestrutura urbana, capital humano, renda e trabalho. Essas disparidades também se manifestam no universo do empreendedorismo: ainda registramos muitas atividades de pouca produtividade, baixos rendimentos e relações de trabalho informais.

Nesse contexto, os serviços prestados pelo Sebrae/RJ são fundamentais para apoiar o desenvolvimento dos pequenos negócios e contribuir de modo efetivo para a redução das desigualdades, sem, no entanto, coibir o potencial criativo e inovador que a pluralidade de organizações oferece e que deve ser incentivado.

Segundo dados de junho do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – Caged, elaborado pelo Ministério do Trabalho, foram eliminados 5.689 postos formais de trabalho no Estado do Rio e as médias e grandes empresas fluminenses foram responsáveis por 96% do total de vagas fechadas.

As micros e pequenas empresas, após saldo líquido positivo de empregos em abril deste ano, voltaram a fechar vagas em junho, mas apresentaram resultado melhor do que o do mesmo mês do ano passado (638 vagas fechadas em junho de 2016 contra 200 em junho de 2017).

Uma das apostas do Sebrae/RJ para retomar o crescimento neste cenário de retração passa pelo suporte e pela aceleração dos empreendimentos de alto impacto, as scale-ups. Essas empresas têm grandes vantagens competitivas: alto potencial de crescimento e geração de empregos; produtos/ serviços operando em mercado robusto o suficiente para se tornar grandes companhias; modelo de negócio validado e com capacidade de expansão em escala de forma sustentável; crescimento anual de mais de 20% por três anos consecutivos; e são mais bem preparadas para atuar em projetos e investimentos com grandes organizações. O curioso é que as scale-ups não são empresas de grande porte. Segundo estudo do Sebrae/RJ e da Endeavor, 92% desses negócios são de pequeno e médio porte e 45% têm até dez
anos de trajetória no mercado.

Em 2016, o Sebrae/RJ liderou a criação e implantação do projeto Scale Up Rio por acreditar que apoiar empreendimentos de alto impacto, que geram empregos e resultados no
Estado, é, mais do que uma tendência, um novo caminho para o desenvolvimento de cidades e ecossistemas empreendedores. O Scale Up Rio consiste em uma potente plataforma
empresarial de suporte ao crescimento em escala dos pequenos negócios de alto desempenho.

No primeiro ano, ainda na fase piloto, o Sebrae/RJ fez parceria com o Babson Entrepreneurship Ecosystem Project e com a Endeavor para atender 23 empresas, que foram preparadas para incrementar vendas, promover expansões e conquistar novos mercados e investidores. Os resultados reais impressionam: juntas, as scale-ups arrebanharam 190 mil
novos clientes, geraram 500 novos empregos, investiram R$ 9 milhões em infraestrutura e tiveram crescimento médio de faturamento de 140%. Este ano, já foi iniciada a segunda
turma, com 21 empresários.

O Scale Up Rio faz parte de um movimento global para catalisar a evolução econômica de longo prazo a partir da seleção, orientação e aceleração dos melhores empreendedores
de alto crescimento no mundo. O projeto apoia empresas prontas para escalar e enfrentar desafios relacionados ao crescimento sustentável e mobiliza lideranças públicas e privadas para fortalecer um ambiente de negócios propício ao desenvolvimento e uma cultura de fomento às empresas de alta expansão.

*Cezar Vasquez é diretor superintendente do Sebrae/RJ.
**Os artigos assinados são de total responsabilidade de seus autores, não representando necessariamente a opinião dos editores e da Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro.
Agenda

mantenedores

OURO

PRATA

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.