Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

Dificuldades de cruzamento tributário do Sped são amplamente debatidas em reunião do Subcomitê Tributário

11/03/2019 em Evento
Adriana Costa, diretora de Impostos da Domingues e Pinho Contadores palestrou no encontro
Banco de Imagens AmCham Rio
No dia 8 de fevereiro, associados à Câmara se reuniram para a primeira reunião de 2019 do Subcomitê Tributário. Adriana Costa, diretora de Impostos da Domingues e Pinho Contadores, foi a convidada especial do encontro para uma palestra sobre cruzamento tributário do Sped. A reunião foi conduzida por Gerson Stocco, líder do Comitê, sócio da Gaia Silva e Gaede Advogados e diretor da AmCham Rio e é parte do business plan definido pelo grupo, o qual preconiza que serão promovidas periodicamente reuniões temáticas como essa para estudo e discussão de assuntos técnicos.

O Sped (Sistema Público de Escrituração Digital) é um projeto implantado pela Receita Federal, que gerou grande inovação e está no cotidiano empresarial com o intuito de apresentar mais praticidade e automação das rotinas dos contadores. Adriana iniciou sua palestra com uma contextualização histórica do sistema. Segundo a especialista, seu objetivo é modernizar a relação entre o fisco e os contribuintes, além de facilitar a entrega e o processo por meio do fluxo único de informações e fiscalização, sendo um instrumento que está revolucionando a contabilidade, migrando operações do papel para o digital, a fim de resultar em grande avanço na busca de transparência e credibilidade das organizações. “Em nossa percepção, muita coisa mudou para melhor. Nós tínhamos uma busca incessante de documentos fiscal, que só eram realizados por processamentos de dados ou manualmente, não tinha nenhuma transparência. Mas atualmente, o Sped significa mais transparência para quem pratica, para um terceiro envolvido, e para o fisco”, afirmou.

Durante sua apresentação, a especialista citou também outras finalidades do sistema, mas alertou que o mesmo ainda está em fase de implantação e que sofre alterações constantes. “O Sped é um sistema que está em construção, a todo momento podem surgir coisas diferentes e cada vez mais é aprimorado. Por isso, precisamos acompanhar e nos adequar”. E complementou ainda: “mas quando falamos das finalidades do Sped e para o que serve, falamos de promover a integração dos fiscos, racionalizar e uniformizar as obrigações acessórias, além de tornar mais rápida a identificação de ilícitos tributários, que eu encaro como o principal objetivo da ferramenta”, declarou.

Outro pronto destacado, foi o cruzamento de dados entre as obrigações acessórias. A diretora colocou as dificuldades que eram enfrentadas pela profissão antigamente, onde a maioria dos processos eram feitos manualmente. Ainda de acordo com a especialista, a implantação do projeto visou identificar falhas tributárias e tornou-se muito mais fácil eliminando as possibilidades de erros e falta de transparência das partes. “Hoje o cruzamento é presente. Ele realmente acontece, verifica se o contribuinte atende de forma adequada a legislação, também verifica se a obrigação acessória foi cumprida dentro do prazo. Conseguimos saber se todas as obrigações foram devidamente realizadas”, explicou Adriana.

Outros temas também foram apresentados pela especialista durante a reunião, entre eles: elementos e fluxo para cruzamentos, ferramentas sistêmicas, fiscalização tributária, domicílio eletrônico do contribuinte, e apresentação do programa fisco fácil. Após a palestra, foi promovido um rico debate, através do qual os membros do Subcomitê dirigiram perguntas à palestrante e puderam trocar boas práticas entre as organizações representadas no evento.

Saiba mais sobre os 15 Comitês da Câmara de Comércio Americana do Rio de Janeiro:
http://www.amchamrio.com.br/site-comites
Agenda

mantenedores

OURO

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.