Fale conosco - Downloads - Notícias
Home
Notícia
<< Voltar

O primeiro passo para oferecer boas experiências aos colaboradores é ouvi-los, defende especialista

02/10/2019 em Notícias
Declaração foi feita por Daniella Brasil, Head de RH da Wärtsilä Brasil , durante a 5ª edição do People Connections
Acervo Amcham Rio
“Se oferecer experiências únicas fideliza o cliente, imagine o que pode acontecer se você proporcioná-las aos seus colaboradores”. Sob este mote, a 5ª edição do People Connections, realizada dia 20 de setembro no Espaço Itaú de Cinema, debateu a relevância da Employee Experience (EX) nas organizações.

Para abrir o evento, Pedro Salomão, fundador e CEO da Rádio Ibiza e autor do livro Lyderez, fez a seguinte provocação: “somos os únicos animais capazes de colocar sentimentos de forma proposital nas relações e, de forma proposital, tiramos os sentimentos das nossas ações. Precisamos humanizar mais nossos atos, liderar com afeto, amor e sorrisos”, ressaltou.

Marina Sobral, consultora da Great Place To Work, destacou a consequência que as boas práticas na liderança podem gerar. “Nós acreditamos que transformar o ambiente de trabalho acarreta em mudanças positivas para a sociedade. Se você oferece boas experiências para seus funcionários, eles vão dividir isso com outras pessoas e é por isso que premiamos empresas com iniciativas como essa”. Ela foi moderadora do primeiro painel, onde profissionais puderam compartilhar cases de EX .

A experiência do colaborador é tão importante quanto a do cliente

De acordo com Fabio Avellar, vice-presidente de Customer Experience da Vivo, um dos principais impactos de proporcionar experiências positivas para clientes e funcionários é manter uma boa reputação para a empresa. “Atualmente o poder e a informação estão nas mãos de todas as pessoas. Uma simples reclamação pode causar um dano terrível para a imagem da companhia”, destacou.

“O primeiro passo para oferecer boas experiências aos colaboradores é ouvir de fato o que eles querem e não desenvolver ações que você supõe serem boas para os funcionários”, defendeu Daniella Brasil, senior HR regional manager da Wärtsilä Brasil. “Assim, eles vão realmente se conectar com os valores da empresa, contribuir e querer estar ali”, garantiu.

Carlos Ewandro Naegele Moreira, diretor de Pessoas & Organização da Enel Brasil, tem 42 anos de empresa e compartilhou condutas da companhia. “A primeira coisa que fazemos quando recrutamos os colaboradores é uma apresentação sobre nossas diretrizes e valores. Se o funcionário ou estagiário não conhece a empresa, ele nunca vai criar raízes profundas conosco”, pontuou.

Employee Experience na prática

Uma das dicas de ouro dadas durante o evento foi “use os dados a seu favor”. André Netto, gerente de Remuneração e Performance da Rede Globo, elencou cinco pontos para a implantação efetiva do People Analytics no RH das companhias. “Ter pessoas com perfis e competências diversificadas; mudar o escopo da área e trazer processos-chave para o setor; montar uma base de dados robusta e confiável; democratizar o máximo de informações para líderes, e analisar estatisticamente as informações”, pontuou. Fernando do Valle, People Analytics specialist da mesma organização, completou: “o interessante desta análise é poder ser cada vez mais específico e tornar o processo mais humano através da tecnologia”.

“Falar sobre experiência é entender que tipo de gatilho emocional a sua marca está conseguindo contatar para fazer a diferença. Nós somos memórias afetivas e as empresas precisam aprender a utilizá-las para gerar valor”, ressaltou Vanessa Moço, especialista em Design Thinking e sócio-fundadora da Almar.

Cláudia Marchi, CHRO & Partner da Degoothi Consulting e líder do Comitê de Recursos Humanos da Amcham Rio, ponderou sobre o equilíbrio entre a tecnologia e sensibilidade. “Não adianta ter tecnologia e não conseguir atingir as pessoas, mas também não adianta agir apenas com a intuição. Precisamos de uma proporção entre o high tech e o high touch”.

Para fechar o evento, João César Lima, ex-presidente da Amcham Rio, Co-CEO do Grupo Case e Partner da iTech Care, dividiu o case da empresa com a plateia, frisando que a preocupação com a saúde do colaborador também é uma forma de gerar experiências positivas. “Nós usamos a tecnologia para abastecer a nossa base de dados com informações de saúde de milhões de usuários. Assim, conseguimos qualificar e personalizar a experiência deles, fazendo contato a partir de dados encontrados na nossa própria base”, concluiu o palestrante.

O People Connections foi patrocinado pela iTech Care e reuniu cerca de 120 executivos para aprender mais sobre ações inovadoras na área de Recursos Humanos.


Agenda

mantenedores

OURO

PRATA

  • Praça Pio X, 15 / 5º andar – Centro
    CEP: 20040-020 – Rio de Janeiro/RJ
  • + 55 (21) 3213-9200
    Fax: 55 (21) 3213-9201
  • amchamrio@amchamrio.com
Redes AmChamRio
  • COPYRIGHT © 2012.